A Maria veio até Vale de Gatos para um dia de fiação.

Fiar com o fuso a lã das nossas campaniças, sentir a textura e a tensão das fibras, ver o fio acontecer suave e tranquilamente ao sabor do movimento circular do fuso, ouvir o silêncio e quem sabe ouvir-se. Fiar tem essa magia, para quem fia e para quem vê, uma magia feita de encantamento, com a luz do sol a iluminar as pequenas nuvens de lã enquanto se transformavam em fio … em silêncio.

Sem categoria

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *